Júri Nacional do III Prêmio Odair Firmino de Solidariedade

É com a inspiração de Dom Helder Câmara, fundador da Cáritas Brasileira, que a entidade tem a honra de tornar pública a lista com os três finalistas do III Prêmio Odair Firmino de Solidariedade, cujo tema para 2012 é “Juventude, desenvolvimento e solidariedade”.

Jovens multiplicadores de agroecologia, de Flores, em Pernambuco, Navegando nos direitos, de Paranaguá, no Paraná, e Grupo Urucongo de Artes, de Crato, no Ceará, foram as três experiências finalistas selecionadas pelo júri nacional. A reunião de análise, que ocorreu em Brasília (DF) na última semana, foi composta por representantes da Casa da Juventude, da Coordenadoria da Juventude do Distrito Federal, da Secretaria Nacional da Juventude, da Fundação Luterana de Diaconia, e pela Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE). Todo o processo ficou sob a coordenação da Cáritas Brasileira.

Frente a triste e alarmante realidade de violência contra a juventude brasileira, o Prêmio Odair Firmino de Solidariedade, além de denunciar dados reveladores como “nos últimos dez anos, assassinatos de jovens aumentaram 580% no Brasil”, também divulga para a sociedade experiências espalhadas por todo país que comprovam a missão profética da Cáritas Brasileira em lutar por um mundo mais justo, igualitário e plural. Todas as 97 experiências que se inscreveram para o Prêmio mostraram que tem “mil razões para viver.”

Para Alessandra Miranda, assessora nacional do Programa Infância, Adolescente e Juventude (PIAJ) da Cáritas Brasileira, a possibilidade de trabalhar a temática da Juventude no Prêmio Odair Firmino de Solidariedade, fortalece não só a Cáritas Brasileira no debate junto às juventudes, mas garante um processo de vislumbrar as experiências transformadoras de jovens na sociedade para a superação de uma triste realidade de violência. “Fica o desafio da Cáritas de animar e fortalecer as experiências apresentadas, reconhecendo as mesmas para que a ação seja cada vez mais próxima da realidade dos jovens nos regionais e nas suas localidades de ação. A intencionalidade política da Cáritas em relação às juventudes se fortaleceu e nos coloca em horizontes de qualificar a ação transformadora na sociedade, para e com os jovens, em especial com as juventudes empobrecidas”, analisou.

A partir da próxima semana, a Cáritas Brasileira divulgará uma série de reportagens contando algumas das experiências que se inscreveram para o Prêmio. O III Prêmio Odair Firmino faz parte da Semana da Solidariedade, que ocorre todos os anos de 5 a 12 de novembro. A cerimônia de premiação ocorrerá em Brasília (DF), no dia 9 de novembro.

por Thays Puzzi, assessora de Comunicação da Cáritas Brasileira / Secretariado Nacional