Jovens ibero-americanos/as podem contribuir para a melhoria da vida de populações afrodescendentes na América Latina. Para ajudar a divulgar ideias e sugestões, Cidadania 2.0 e AfroXXI lançaram a #AfrosInternet. Até agora, a página já registrou 73 votos em dez ideias.

A iniciativa tem a intenção de aproveitar a internet para compartilhar e divulgar sugestões e projetos voltados para a inclusão social e garantia de direitos de afrodescendentes da América Latina. Os/as interessados/as em participar da iniciativa podem contribuir tanto sugerindo ideias e ações que beneficiem os/as afrodescendentes como votando e/ou comentando as propostas já apresentadas em #AfrosInternet.

Até agora, 26 pessoas já entraram na página eletrônica e votaram nas ideias apresentadas. Destaque para a mensagem deixada por Andrea Beltrán, de Madri (Espanha), até agora a mais votada: “Os jovens afrodescendentes devemos trabalhar em nossa visibilização, dando a conhecer esses escritores, músicos, pintores, entre outros artistas que mostram parte do que diariamente vivemos. Internet e Redes sociais, ferramentas-chaves”.

Além de Madri, #AfrosInternet já recebeu a colaboração de pessoas de Colômbia, Honduras, Inglaterra, México e Uruguai. A maioria das mensagens destaca a importância da participação jovem, da inclusão dos/as afrodescendentes e a realidade de cada região.

Em nota divulgada em junho passado, Cidadania 2.0 chamou a atenção para a realidade ainda preocupante de negros e negras na América Latina. “Salvo raras exceções, os afrodescendentes na América Latina constituem a parte da população com os piores indicadores de renda, emprego e educação; está pobremente representada nos governos, nos parlamentos e nas direções das empresas”, destacou, chamando a atenção para a necessidade do reconhecimento dos direitos e da inclusão dos/as afrodescendentes na sociedade.

Para saber mais sobre Cidadania 2.0 e AfroXXI, acesse, respectivamente:

http://elblogciudadania20.org/ e http://afroxxi.wordpress.com/

Fonte: Adital